(Ins)pira Cantinho do Despertar Crônicas

SER: VERBO TRANSGRESSOR

Uma carta aos meus ídolos

Obrigada por me tirarem da minha caixa. Obrigada por me inspirarem com a sua coragem. Ao longo dos anos, venho observando atentamente seus trejeitos. Ouço suas histórias. E admiro sua maior vitória: SER!

Um dia, resolvi imitar vocês. E aprendi que ser você exige um alto preço. Adiante, te conto o meu processo.

*

Tudo começou com uma decisão.

VOU SER QUEM SOU.

Em todo lugar e com qualquer pessoa. De cara, encontrei um pequeno problema.

EU NÃO SEI QUEM SOU.

Percebi que brincava de interpretar papéis. Na família, era uma. Com amigos, outra. No trabalho então, nem se fala. Era como se eu fosse um camaleão, disposto a trocar a vestimenta a depender do ambiente. Percebi que a adaptabilidade é algo bom, mas vira tortura quando se torna falsa identidade.

UM DIA, ISSO COLAPSA.

No começo, me senti VAZIA. Com o tempo, fui me descobrindo. Eu senti MUITO MEDO. Era uma mistura de sentimentos. Por que é tão difícil assim?

Eu ouvia MUITAS PERGUNTAS, todas eles começavam com a mesma palavra:

POR QUE?

Por que você fez isso? Por que você não fez aquilo? Por que + (preencha aqui com sua sugestão que te coloca para baixo e te coloca te volta na sua caixa)? Por que? Por que? Por que?

A todo tempo, eu tinha que me justificar. Tinha que explicar o porquê de decisões simples como cortar o meu cabelo. De repente, existir se tornou tão cansativo… Talvez vocês possam solucionar uma dúvida:

POR QUE O MEU CORPO NÃO É MEU?

As pessoas falavam comigo como se tivessem pena. A certo ponto, mandavam mensagens de condolências, como se pensassem: enlouqueceu. Fiquei confusa.

O PROBLEMA ERA EU?

Em tempo, percebi: SER É VERBO. E, além de tudo, TRANSGRESSOR.

Em uma sociedade onde todo mundo se esconde, sair do esconderijo é a coisa mais insana que se pode fazer.

É como uma guerra de trincheiras. Todo mundo está escondido. E você decide sair com roupas coloridas para o meio do campo de guerra, dizendo: SOMOS AMOR.

Pronto, pirou!

SER É ASSUSTADOR!

Você se expõe em um mundo que te espera com armas. Você vê, de fato, quem é você e quem é o outro. Você passa a colocar para fora tudo aquilo que não cabia dentro. Você se assusta com você mesmo… Essa sou eu?

SER É LIBERTADOR!

Mas não se É de uma hora para outra.

É um passo de cada vez sem ter a visão do todo. Primeiro, eu coloquei o olho para fora. Depois a cabeça. Ainda com medo, coloquei os braços. Apavorada, cansei de ser em partes e pulei totalmente para fora da minha caixa.  Embaei: TIREI TUDO. JOGUEI FORA MOLDURA, MÁSCARA E ARMADURA. Completamente nu, bradei:

– ESSA SOU EU!  Enfrento todas as consequências de ser quem sou.

Senti todas as sensações de medo, alegria e dor. Meu choro era triste e alegre. De quem joga fora o peso e não sustenta a leveza de ser… LEVE.

NUNCA ME SENTI TÃO INTEIRA.

A originalidade e a verdade em uma única imagem. Era isso que eu via em vocês. Era isso que eu queria ser.

SÓ NÃO SABIA QUE ISSO TINHA UM PREÇO.

Recebi, igualmente, acolhida e ataques. Em alguns momentos, fui até invisível. Andei entre os EXTREMOS da admiração e do desprezo. Vi rostos com máscaras a me julgar. Eu não sabia quem eram, mas eles sabiam exatamente quem eu era. Me senti frágil e exposta.

FOI QUANDO SENTI O PESO DE UM OLHAR.

O peso das palavras. Fulminantes e queimantes como flecha em brasa. Com a mira certa, reta e direta: para o meu coração.

É UMA CAMINHADA QUE ALIA A SOLIDÃO E A MULTIDÃO EM UMA MESMA IMENSIDÃO.

Aprendi a estar comigo. Aprendi a valorizar quem, de fato, é meu amigo. Hoje, me sinto honesta comigo. Não tenho medo do meu Ser não ser aceita. Eliminei, em mim, essa necessidade.

Ao mesmo tempo, inspiro outros. Sei as ideias que represento. Sou firme em meu PROPÓSITO: expandir a minha alma. Inspiro alguns e confronto outros.

ESSE É O MEU CAMINHO.

*

Eu sou branca.

Faço parte de um grupo PRIVILEGIADO na sociedade.

Parece tudo muito grande. Parece uma grande empreitada. As pessoas me admiram. Perguntam o que eu fiz.

Dentro de mim, eu sei.

TUDO ISSO É MUITO POUCO.

Perto do que vocês fazem todos os dias. Perto do que a sua existência representa.

Hoje, EU AGRADEÇO POR VOCÊ SER VOCÊ. Sem você, essa carta sequer poderia existir. Você é meu EXEMPLO de CORAGEM. É graças a você, homossexual, transexual, lésbica, negr@ e tod@s aquel@s que pagam o MAIOR PREÇO POR SER que eu tive coragem de caminhar esses poucos passos. Vocês me INSPIRAM.

T O D O S os dias.

Jamais saberei o que é estar na pele de vocês. Meus esforços, por mais dolorosos e difíceis, jamais me mostrarão o mundo em toda a sua brutalidade. Mas eu queria que vocês soubessem: para mim, vocês são as pessoas de VERDADE.

Vocês me trazem o senso de RESPONSABILIDADE. Se vocês fazem, o mínimo que eu posso fazer é, também, fazer. Para que tantos outros possam SER. Se minhas dificuldades seriam as suas facilidades, o mínimo que e posso fazer é enfrentá-las.

EU NÃO SABIA QUE O MUNDO PODIA SER TÃO VIOLENTO COM ALGUÉM.

Obrigada por me ajudar a ver. Eu estou aprendendo a ver o que eu nunca vi. Te ofereço o meu mais sincero amor, para que possamos equilibrar essa balança que há tanto te causa dor.

TODOS QUEREMOS SER LIVRES. Poucos de nós respeitamos a LIBERDADE de ser do outro.  Aprendi, definitivamente, que as pessoas lhes atiram pedras porque, no fundo, têm medo de quem elas são. E o medo é um sentimento que gera aversão ou admiração.

Espero que as pessoas SAIAM DE SEUS ARMÁRIOS, JOGUEM FORA SEUS PERSONAGENS. E parem, definitivamente, de perseguir quem teve a coragem de fazer o que vocês desde muito cedo já fizeram:

SER.

Obrigada,
Ligia

li

 

 

 

Deixe sua marca por aqui! Adoraria ouvir o que você tem a dizer!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s