Crônicas

Vai descer!

Ônibus lotado, impossível passar a catraca. Converso com o motorista:

– Preciso descer no metro. Vai esvaziar lá, né?

Ele mexe a cabeça afirmativamente. Deixo pago. Tralalala. Começa a conversa com duas senhoras ao lado.

– Moço, o metro Butantã é aqui? – questiona uma moça.

– Não, é o próximo – grita uma outra mulher.

Eu, já na ansiedade pré-parada começo a ver um movimento na catraca. Corpos se movendo em direção à porta. Desejo bom dia ao cobrador e atravesso. O ônibus pára. Fluxo no corredor. Me deparo com pessoas que não seguem o fluxo e atrapalham a passagem. Pânico. A porta fecha. Eu ainda estou na metade do percurso. Reflexo:

– Vai descer! Vai descer! Da licença, da licença, por favor! Desculpa, moço!
Eis que chego à porta, olho para o cobrador que sussura com os lábios:

– Você desce aqui? Não ne? É o próximo.

Com a cara lavada de quem causou por 5segundos do ônibus, sentindo a raiva condensada em respiração daqueles que me rodeiam, segurando o riso, eu simplesmente abaixo a cabeça e falo:

– Vai descer, não.

Foram os 5 minutos mais longos da vida até o próximo ponto.

Deixe sua marca por aqui! Adoraria ouvir o que você tem a dizer!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s