(Ins)pira

A Quinta da Boa-Vista: sobre os lugares onde (nunca) estivemos

 Quando criança, gostava de ouvir histórias contadas pela minha mãe antes de dormir. Hoje em dia, adoro ouvir histórias dos meus avós. E a história de como eles se conheceram, bom, essa é a história da Quinta da Boa Vista: daquelas que se houve para viver! (Ou que se vive para ouvir. Ainda estou em dúvida…)

Foi na tal Quinta da Boa Vista, no bairro imperial de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, onde os meus avós se conheceram… há 61 anos (e meio!). Minha avó, a morena mais linda do Rio de Janeiro, foi cortejada pelo meu avô, o milico previsivelmente mais lindo do Rio de Janeiro.  O passeio era da tia, mas o dia foi dela. E acabou foi que…continua sendo! A conversa, em meio à toda formalidade da época, virou companhia até a porta de casa, onde o pai dela a esperava com os braços cruzados.  No dia seguinte, já era namoro e, quatro meses depois, noivado. Logo veio o casamento, as quatro filhas e os sete netos. “-Vó, o que vocês fizeram nesses 60 anos de casados? “Ah, minha filha, nós construímos…juntos: reformamos a casa e formamos as filhas. Acho que tá bom, né? ” Bom demais! Casa cheia e reuniões marcadas por muito falatório. Nossa família é, como todas as outras, fruto de um encontro fortuito que se perpetuou no tempo. Quem diria que um simples passeio na Quinta da Boa Vista os levaria tão longe?

Já perdi a conta de quantas vezes eu já pedi para meus avós contarem essa história. A cada vez, imagino, como no filme “De volta para o Futuro”, a imagem da minha família, numa foto, aos poucos surgindo, com cada pessoa. Minha mãe, a primeira filha, cada vez mais nítida, conforme o relacionamento dos meus avós se transformava nesse bonito afeto. Aos poucos, as demais filhas e os netos. A cada novo fato, maior a possibilidade de cada um de nós nascer como tal. Para mim, uma pergunta na fila do cinema, para um filme chamado “Atração Fatal” ainda era condição necessária para existir. Quantos encontros, quantas possibilidades…Hoje, aqui estamos. Resultado de uma série de acontecimentos no universo. Tantos encontros pela vida…. Quando se saber que se está de frente para um que, frente a todas as mudanças, se faz permanente e doce?

Esses dias observava, da janela da sala, minha avó ir ao jardim para chamar meu avô para almoçar. Voltei no tempo, imaginei minha avó, ainda moça, fazer o mesmo ato. Acelerei o tempo e voltei para a imagem que via no jardim. Por quantas vezes ela havia feito isso ao longo desses anos? Quem diria que um encontro na Quinta da Boa Vista resultaria em um almoço com seus netos, contando uma história que parece tão próxima? Imaginavam eles a proporção daquele encontro?

Pois é! Eu nunca estive na Quinta da Boa Vista… Mas ela, bom, ela vive em mim!

A foto foi tirada em Praga, na República Tcheca. Lembro de ter chamado minha atenção o casal, sentado no banco, observando a paisagem e planejando os próximos passos. Lembrou meus avós ao contarem de como ficaram planejando cada nova reforma na casinha onde hoje eles moram.
A foto foi tirada em Praga, na República Tcheca. Lembro de ter chamado minha atenção o casal, sentado no banco, observando a paisagem e planejando os próximos passos. De certa forma, lembra de meus avós, ao contarem de como ficaram planejando cada nova reforma na casinha onde hoje eles moram. Ou, ainda, o castelo, distante na imagem, pode ser correspondido a grandiosidade de tudo o que meus avós viveram. De longe, eles, na figura do casal, observam e me contam os detalhes da construção.

2 comentários

  1. Adorei o seu texto e a sua foto, Lígia! Particularmente, adoro esses momentos onde paramos e olhamos para um lugar… tiramos uma foto… e em uma fração de segundo estamos em outro, meio mundo de distância, nos remetendo a histórias anos a parte… Entregar-se ao prazer desta viagem é uma das milhares de formas de se viver bem uma vida!

  2. Lindo história! ❤ ouvir os mais velhos sempre me traz essas sensação maravilhosa de poder estar em lugares que eu nunca estive, a riqueza de detalhes é tanto que consigo me ver lá!

Deixe sua marca por aqui! Adoraria ouvir o que você tem a dizer!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s