(Ins)pira Intercâmbio

Felicidade é questão de ser!

Você vai rir… sem perceber,
Felicidade é só questão de ser (…)

Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você…”

– Marcelo Jeneci

Hoje acordei, coloquei Marcelo Jeneci para tocar (agora que, finalmente, tenho uma internet decente – aguarde o post sobre essa novela) e, quando tocou essa música, não pude deixar de escrever e pensar sobre a felicidade, que tanto invade meus dias, ultimamente.

Nós últimos dias, todos que conheço ou conversam ficam me dizendo o quanto sou uma pessoa sorridente e feliz. Estou sempre sor(rindo).Bem assim, ao mesmo tempo, sabe? Parei para pensar: por quê?

É, nos últimos tempos eu não estava sendo sempre assim. Não que tivesse motivo, não que não estivesse feliz. E, se for para pra pensar, eu nem teria motivo para  dizer que, antes, era triste. Não tinha nenhum problema insolúvel, nenhuma conta impossível de pagar, uma saúde (relativamente) boa,  família por perto, amigos para tornar a rotina da vida mais leve. Podia e posso dizer que era feliz, levando minha vida, vivendo cada dia.

Eu só não estava transbordando: de sonhar! 

Parei para pensar sobre o que me faz transbordar, por aqui. Porque, tudo bem, lugar novo, pessoas novas, tudo novidade. Ainda me deslumbro com algumas coisas,, mas, aos poucos, a paisagem já começa a ficar cada vez mais familiar, já não me perco (tanto), a comunicação está melhorando, a vida está, aos poucos, encontrando sua rotina.

Rotina. Rotina. Rotina. Preciso fugir dela para continuar sor(rindo)?

A verdade é que, se dependermos sempre de fugir da rotina e de mudar para algo novo, para, só assim, sermos felizes e transbordantes, a vida não passará de uma eterna fuga. Foi aí que eu percebi: o que me faz estar sempre alegre e sendo essa pessoa tão positiva, nos últimos dias: pensamento positivo (sim, mãe, pode rir, porque sua filha está pagando a línga! E, pai, pare de tirar sarro com a cara da mami sempre que ela fala: pensamento positivo, tudo vai dar certo)!

A verdade é que, aqui, mesmo que tudo vá mais errado do que eu imaginava, eu sempre estou buscando uma lição para aprender, uma coisa engraçada para rir e um motivo para tirar o melhor proveito do que acontece. E como as coisas estão leves! As pessoas percebem esse jeito leve de ser e viver. Todo mundo ao seu redor passa a se sentir bem ao seu lado, a querer te conhecer, a querer estar perto de você. E as coisas passam a melhorar e acontecer. Parece um ciclo sem fim.

Eu sei, a mudança me trouxe novas perspectivas; viver esse sonho é, realmente, não ligar para as coisas erradas que acontecem. Aqui, como na música, o sol (apesar de não aparecer) está brilhando para mim e por mim.

Mas, não me iludo e sei que, também como na música, felicidade é uma questão de ser! Logo, logo, tudo vira rotina e, o que sobra, é o meu jeito de olhar a vida e a maneira de encarar os problemas. Afinal, reclamar é fácil; difícil é rir de si mesmo (ou não).

Espero que continue com essa perspectiva: sor(rir), transbordar, viver!

Imagem

Imagem

Fotos do dia de hoje- no parque -em que até o sol resolveu aparecer e a neve quase não é mais vista.

um comentário

Deixe sua marca por aqui! Adoraria ouvir o que você tem a dizer!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s