Intercâmbio

21 horas, milhares de Km e duas paradas: Zagreb ou fim do mundo?

Embarquei, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, rumo a Zagreb, no dia 11 de Fevereiro de 2012, sem perceber que, sim, isto estava acontecendo!  Não sabia o que esperar, só tentava me convencer de que, realmente, eu estava iniciando minha jornada. Não percebi que estava indo quando me despedi de meus amigos em Curitiba, não percebi que estava indo quando dei tchau para os meus avós. Os únicos momentos em que, realmente, percebi que estava deixando tudo “para trás” foi quando me despedi de meus pais e da minha irmã. As lágrimas correram, a emoção tomou conta. Um ano é tanto tempo que você não consegue mensurar o quanto sentirá falta e, às vezes, sente falta pela falta que vai vir. Entente o que digo? Enfim, mas era uma emoção feliz, uma saudade boa de se sentir.

De todo modo, não parti como quem parte de uma vez. Parti aos poucos, parti por pouco. 

E, realmente, foi aos poucos que vim parar na Croácia. Zagreb não é um destino muito comum (jura?) e, como chegar a minha cidade do coração, Caçapava-SP (é, eu gosto de lugares peculiares), requer algumas paradas.

Meu destino final seria alcançado após passar pelo aeroporto de Amsterdã, na Holanda; e, depois, em Paris, na França. E, como não podia deixar de ser, logo no começo já me deparei com situações engraçadas, que me fizeram tirar a primeira lição de tudo isso: “Não adianta fugir de si mesmo.” Eu explico.

Quem bem me conhece, sabe que coisas engraçadas, bizarras e impensáveis estão SEMPRE acontecendo. Sabe aquilo que você jamais pensaria que aconteceria com alguém? Puf, just happened with me! E, assim, eu vou vivendo.

Na viagem não foi diferente. No começo, estava feliz, coloquei Eddie Vedder pra tocar e…era eu e o mundo! Well, well…as próximas horas me mostraram que não seria bem assim!

O vôo para Amsterdã levou 11horas. E, se quer saber, 11h infindáveis! Poltrona pequena, apertada e….um casal ao meu lado! O que esperar de um casal ao seu lado? Em resumo, eu, que pouco falo, acabei fazendo amizade com esse casal. Estávamos os 3, sentados em uma fileira com 4 poltronas. Havia 1 poltrona de distância entre nós. Pensei: “Ótimo, ao menos não tenho que ir encaixotada”. Errada! Muito errada! Resolvi levantar para ir ao banheiro e, logo ao voltar, o namorado da mulher estava DEITADO no meu travesseiro, usado a MINHA coberta, esticado nas 3 outras poltronas, deixando apenas a minha livre (não me pergunte onde estava a mulher). Sentei e fiquei: “E AGORA?”. A sorte foi que a namorada dele logo chegou, e tirou ele do lugar.

Depois, pra piorar, o serviço de bordo servia VINHO e CONHAQUE. Adivinha se o casal não ficou bêbado? CLARO que ficou. Quando vi, estavam os dois atravessados nas 3 poltronas, ao meu lado e, eu, que achava que iria confortável, fui encaixotada.

Não conseguia dormir (óbvio), então levantei para ir até a parte de trás do avião, onde se podia ficar em pé, tomar um café, etc. Logo conheci uma senhora, chamada Neusa, brasileira, que começou a me contar sobre os filhos espalhados pela Europa, o casamento de uma filha na Dinamarca, a vida na Espanha, as coisas boas da Noruega. Logo chegaram mais dois rapazes, também brasileiros e, quando vi, fizemos aquele tipo de conversa de brasileiro na cozinha, sabe como é? hahaha. E, de repente, as aeromoças estavam mandando a gente falar mais baixo e… o tempo havia passado bastante! E presenciei, em algum lugar da Europa, o nascer do sol:

Imagem

Foi aí que comecei a realizar que estava so far away from home

Nascer do sol lindo, pessoas engraçadas, ok…estou cansada, vou voltar e dormir um pouco. Só que não…cheguei e, sério, o casal tinha ocupado TOTALMENTE as 04 poltronas da nossa fileira. Estavam deitados, tinham roubado meu travesseiro, minha coberta. Só consegui rir internamente, parar por alguns segundos e, finalmente, encostar na mulher e pedir, gentilmente (quando, na verdade, a vontade era falar: fia, tá louca?), que saíssem do meu lugar. Depois, pude, finalmente, dormir por um pouco.

Cheguei ao aeroporto de Amsterdã, que eu achei lindo e super organizado! Igual ao do Brasil (só que não). O único problema era: fiquei 04 horas por lá e o hotspot era limitado à 01 hora! Tudo bem, tirei um cochilo. Uma foto:

Imagem

Depois, foi a hora de embarcar para Paris. E, nessa hora, tive outra surpresa: como tem japonês indo pra esse lugar, meu deus! Só ouvia aquele idioma ininteligível e, outro que não é melhor, o francês. O vôo todo foi uma incoógnita, porque eu, simplesmente, não conseguia entender nada, que ninguém falasse! Até o inglês, dos franceses, é impossível de entender. O vôo foi tranquilo e, logo, cheguei ao aeroporto de Paris, que, também, é muito bonito:

Imagem

Uma hora de espera, 15 minutos de wi-fi (povo muquirana, viu) e, finalmente, hora de embarcar para Zagreb! Bom, eu avisei, não é um destino comum. O avião foi quase vazio, era daqueles com duas poltronas de cada lado, bem pequeno, igual ao que leva, pessoas como eu, de Campinas para São José dos Campos! Nesse último vôo, depois de quase não dormir, eu simplesmente apaguei!

Finalmente, cheguei no aeroporto de Zagreb, em meio a muita neve!

Imagem

Logo que passei pela alfândega, já encontrei minha mala na esteira, e já fui encontrada (com uma mala de Zebra não é tão difícil, vai – obrigada, Gabi) pelo rapaz que me levaria até o Taban Hostel, onde ficaria hospedada por essa noite. Ele é esse segurando a mala, na foto:

Imagem

Fomos conversando, tive as primeiras impressões sobre a cidade e, o percurso, de cerca de 30 minutos, passou rapidinho. Ele até me cobrou um pouco menos pelo transporte.

No Hostel (que é muito bom), já cheguei, literalmente, causando. A mala, não bastasse ser GIGANTE, era de Zebra. E, guess what? Logo na entrada, o Hostel é um bar, e estava começando uma festa à fantasia, devido ao Carnaval. Não preciso dizer que minha mala (aliás, da Gabi), já figurou entre as primeiras fotos da festa:

Imagem

Estava morta pela viagem, sem dormir, mas…como dormir com uma festa à fantasia acontecendo, logo abaixo de você? Tomei um banho e, claro, desci para conferir!

Pedi uma cerveja e logo tive a primeira felicidade: pedi a mais barata, paguei cerca de 12 kunas (4 reais) e, recebi uma garrafa maior que a comumente vendida no Brasil, de long neck, com uma cerveja, realmente, muito boa! O nome? Ozujsko!

Após alguns minutos deslocada, logo comecei a conversar com alguns croatas e a saber um pouco mais sobre o País. Tanto homens, quanto mulheres, aqui, ao perceber que você é de fora, ficam curiosos para conversar, saber, dar informações e, claro, adicionar no Facebook! Conversei com algumas pessoas e comecei a ter um pouco da dimensão do desemprego e da crise que o País enfrenta. Mas, isso é conversa para um outro capítulo…Por enquanto, deixo vocês com a foto do final da festa: rock do bom, com a banda de uma das pessoas que conheci, o Ivan (nome comum por aqui) e Ozujsko!

Imagem

3 comentários

  1. Ligia, é esse msm seu nome? Vi em algum lugar do blog.
    Estou viciada nos seus posts, ja li quase todos, se nao todos ainda, pq to no cel e nao consigo ver direito.
    Estou me identificando tanto com suas historias e com vc, que esta dando vontade de te conhecer! Vontade de compartilhar experiencias. Vem conhecer a Irlanda menina, um lugar incrivel p visitar e conhecer os melhores pubs com as pessoas mais bebadas do Mundo. XX

  2. Que aventura. Mas, antes de começar a leitura, fui logo procurar no Youtube pelo Eddie Vedder, que (acho) já o tinha visto tocando com o Jonny Depp (parece que bêbado)… Gosto do estilo. Violão dedilhado. E parece que temos algo em comum: parece que tudo de errado que tiver que acontecer a alguém, acontece com a gente, né?

    Seu blog está muito gostoso de ler.

Deixe sua marca por aqui! Adoraria ouvir o que você tem a dizer!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s